O que levar em conta na hora de escolher um colégio?

Publicada em 12/11/2019


Essa é a dúvida que paira na cabeça de muitos pais e estudantes. A escolha sobre aonde estudar é crucial e determinante, afinal, a trajetória traçada no período escolar é o pontapé inicial para as escolhas que serão feitas na vida adulta. A indicação é que a escolha deve ser fruto de um diálogo entre pais e filhos, depois da visita ao colégio. Para ajudar pais, mãe e estudantes nessa escolha, segue um roteiro de quesitos e perguntas para levar em conta na hora de escolher o colégio em que seu filho irá estudar:

 

1º - É preciso conhecer bem a escola para seus filhos receberem, de fato, uma educação de qualidade.

2º - É fundamental que os pais, junto com os filhos, façam uma visita às escolas para conhecerem bem a escola e o que ela tem a oferecer.

3º - Quando visitar as instalações, observe se as salas são arejadas, climatizadas e equipadas com recursos tecnológicos. Pergunte como são utilizados os laboratórios, a biblioteca e a sala de estudos.

4º - Pergunte qual é o material didático utilizado, qual é a estrutura dos livros e como eles são trabalhados. Pergunte se existe alguma plataforma digital que complementa os livros? Como funciona?

5º - Informe-se também sobre a matriz curricular, ou seja, quais as disciplinas que o aluno vai estudar, qual é o número de aulas para cada uma e, sobretudo, quais os professores de cada disciplina.

6º - É bom saber também qual é a equipe pedagógica e o pessoal de apoio de que a escola dispõe para atender os estudantes e os pais.

7º - Informe-se se a escola tem um PPP (plano político pedagógico) e qual é a filosofia de trabalho e seus objetivos?

8º - A escola oferece à família um manual onde constam: sistema de avaliação, direitos, deveres, enfim, as normas a serem seguidas ao longo do ano?

9º - Além das aulas normais, a escola oferece atividades complementares como aulas práticas, atividades culturais, projetos que façam as disciplinas conversarem entre si: a chamada interdisciplinaridade e transversalidade. A escola proporciona atividades extracurriculares? Quais são elas?

 

Não pense que isso é muita coisa, não! Isso é o básico, pois o que se está escolhendo não é uma mercadoria, mas um serviço onde o importante não é o quê é oferecido, mas sim como é prestado. E tem que ser de altíssima qualidade, pois é a formação de seu filho que está em jogo. Da escola depende, não só, mas em grande parte, o cidadão que seu filho vai ser no futuro. Atente-se e faça a melhor escolha!